Seu Blog de Notícias.

Como criar um negócio na área de estética

A área de estética está em constante processo de expansão, por dois motivos principais.

Nesse sentido, o primeiro motivo se refere a preocupação maior com a beleza e consequentemente, a procura por serviços do segmento.

Ademais, o segundo motivo se refere a possibilidade de ganhos financeiros e a alta procura de serviços do segmento, que consequentemente leva a maiores lucros.

Além disso, o segmento de estética é muito amplo, porque vai além de clínicas e consultórios na área.

Desse modo, inclui salões de beleza, clínicas de estética, esmalteria, spa de beleza e consultórios de dermatologia.

No entanto, pessoas interessadas em criar um negócio no ramo de estética ficam com dúvidas. Por isso, preparamos este artigo..

Passo a passo para criar um negócio de estética 

Se planeje

Seguir o passo de planejamento é essencial, pois é através dele que o empreendedor monta o planejamento de seu espaço e sabe onde quer chegar.

Nesse sentido, como mencionamos, existe uma série de possibilidades para aqueles que desejam abrir um negócio no ramo de estética.

No entanto, cada negócio tem suas particularidades, como profissionais, equipamentos, materiais, custos.

Desse modo, fazer um planejamento prévio permite conhecer todas essas variáveis e saber lidar.

Além disso, o planejamento prévio do negócio, permite que o empreendedor esteja preparado para oscilações no mercado, tempo necessário para começar a ter lucros e mais.

Além disso, é importante decidir qual é a melhor máquina de cartão, que aceite não apenas cartões simples como também cartões com aproximação.

Localização

O segundo passo para abrir um negócio no ramo de estética é escolher bem a localização de seu estabelecimento.

Desse modo, o empreendedor precisa considerar, o número populacional da área, o perfil de renda dos consumidores, fluxo de veículos e pessoas, condições de locomoção e acesso.

Nesse sentido, quanto à locomoção e acesso, é necessário considerar distância para pontos de táxi, metrô e distância.

Ademais, precisa ser considerado a facilidade para estacionamento, proximidade de fornecedores, visibilidade da fachada, concorrentes e atrações turísticas.

Na localização, o empreendedor precisa pensar na iluminação e segurança do bairro e da rua, limpeza da rua ou local.

E é preciso considerar se o local é próximo a avenidas movimentadas com grande fluxo ou centro da cidade, porque ambientes com alto fluxo de pessoas tem tendência a consumir mais serviços estéticos.

Por fim, na localização considere seu público-alvo, porque não adianta abrir uma clínica de estética de alto nível, que consequentemente cobra mais caro por serviços em um bairro mais carente.

Se atente as exigências legais e específicas 

Inicialmente, para abrir um negócio no segmento de estética, é necessário registrar a empresa e contratar um profissional de contabilidade.

Além disso, para regularizar o negócio será preciso preencher alguns processos burocráticos como visitar a prefeitura do município, onde pretende abrir o negócio.

Como também, será necessário consultar o local para verificar a possibilidade de abrir o negócio no ambiente escolhido.

Ademais, é necessário registrar a empresa em alguns órgãos, como: Junta comercial; Secretaria da Receita Federal; Secretaria Estadual da Fazenda; Cadastramento junto à Caixa Econômica Federal.

Por fim, também será necessário obter o alvará da licença sanitária para que as instalações estejam adequadas ao código sanitário.

Estrutura

A estrutura e o tamanho do seu negócio, depende do tipo de serviço fornecido pela empresa.

Além disso, irá variar de acordo com a quantidade de pessoas que o local pretende atender simultaneamente.

A estrutura básica do negócio, deve conter salas e divisórias, incluindo:

  • Recepção: deve ter um balcão destinado ao atendimento dos clientes, com equipamento de informática para facilitar o controle dos tratamentos e cadastro dos clientes;
  • Estacionamento: é importante ter um estacionamento próprio ou convênio próximo, para que os clientes se sintam mais confortáveis;
  • Sala de espera: os clientes precisam acessar um local agradável para aguardar o atendimento com TV, música ambiente, revistas a disposição;
  • Salas de atendimento: as salas devem ser de tamanho adequado para o tamanho dos equipamentos necessários a cada prestação de serviço.

Ademais, poderá ser usado biombos para separar espaços maiores e desenvolver setores privativos para o atendimento individual de cada cliente.

Outro ponto importante é estar atento à iluminação do ambiente que deve ser agradável para os clientes e empregados.

E as cores do piso e paredes devem ser discretas, e principalmente conter tons claros. 

Os banheiros devem ser próximos de áreas de atendimento e suficientes para abarcar o fluxo de pessoas que utilizam e frequentam o ambiente.

Por fim, a temperatura deve ser agradável e as salas arejadas, sendo necessário, as vezes instalar aparelhos de ar-condicionado.

Destaques para negócios no segmento de estética

Negócios na área de estética ou em qualquer outra área precisam se destacar, ser lembrados por alguma coisa.

Nesse sentido, alguns pontos são essenciais, independente do negócio, mas se tornam referências: atendimento de qualidade; ambiente agradável; valores adaptados ao público-alvo, sem ter prejuízos financeiros.

Mas, é possível investir em determinadas áreas e conseguir ainda mais destaque. São eles:

Acessibilidade 

Poucos ambientes de estética investem em uma estrutura acessível para atender pessoas com mobilidade reduzida ou com alguma deficiência física.

Desse modo, ter isso em mente e abrir um empreendimento capaz e adaptado a atender esse público, pode ser uma grande oportunidade.

Ademais, existem diferentes formas de tornar o ambiente acessível, incluindo: rampas de acesso, elevadores especiais, instalação de apoio para vestiários e banheiros.

Esmalterias 

A procura por serviços voltados à arte de decoração de unhas tem se expandido frequentemente.

Desse modo, é um ramo da estética onde vale a pena investir, porque o número de esmalterias só cresce e rende financeiramente.

Ademais, quem deseja expandir ainda mais o negócio, pode considerar a possibilidade de comercializar produtos voltados a procedimentos nas unhas, além de trabalhar com o serviço de decoração de unhas.

Consciência Ecológica 

A consciência ecológica, hoje, é muito importante e integra diversos ramos e atividades de diferentes setores.

Nesse sentido, o segmento de estética também tem adotado essas práticas, principalmente locais mais modernos.

Por exemplo, para ter consciência ecológica, o negócio pode investir em estruturas ecológicas úteis e corretas.

Desse modo, pode ser utilizado a luz solar; acesso aos processos e reciclagem de materiais, sistema de reutilização de água da chuva para uso em vasos sanitários.

Post Anterior: Qual o salário de um perito Grafotécnico?

Comments are closed.