Seu Blog de Notícias.

Como escolher a cafeteira ideal?

Depois de escolher o imóvel ideal junto à imobiliária, outras questões surgem ao longo do caminho, como por exemplo a escolha da decoração, projetos dos ambientes, etc. O café é uma das bebidas mais consumidas, se não a mais, pelos brasileiros e, justamente por isso, é comum que os moradores criem o próprio cantinho do café. Afinal, um belo cafezinho pela manhã ou depois do almoço sempre cai bem, certo? 

Sendo assim, investir em uma boa cafeteira facilita não apenas a preparação de um café de qualidade, mas também o dia a dia das pessoas, garantindo ainda mais qualidade de vida. No entanto, é importante lembrar que existem diferentes tipos de cafeteiras disponíveis no mercado, desde os modelos mais simples até os mais sofisticados ou com cápsulas prontas. Como consequência, pode ser um pouco difícil escolher o modelo ideal. Então, pensando nisso, preparamos o post de hoje com algumas dicas para você escolher sua cafeteira ideal. 

Café coado ou expresso?

Antes de falarmos sobre os tipos de cafeteiras, é importante entender primeiro a diferença entre o café expresso e o coado para que assim você possa escolher a que mais se adequa ao seu perfil. 

Portanto, o principal diferencial é como e por quanto tempo a água passa pelo café. Enquanto o filtrado é feito com o pó em repouso sobre o filtro com a água passando por ele apenas enquanto desce para a cafeteira, no expresso, a água passa com 19 vezes mais pressão, potencializando o sabor e o aroma da bebida. Especialistas afirmam que o expresso é um tipo de lente de aumento, visto que intensifica as principais características da bebida, tornando-o mais concentrado e com sabor mais forte.

Quais são os principais tipos de cafeteira existentes no mercado?

Então, agora que você entende melhor a diferença entre o café coado e expresso, é hora de conhecer os principais tipos de cafeteira disponíveis. Como já falamos, existem diversos modelos, sendo que não existe um melhor do que o outro, mas sim aquele que mais se adequa às suas necessidades e preferências. Cada cafeteira possui suas particularidades e vantagens, e investir em uma boa máquina com certeza irá contribuir para a qualidade da bebida preparada. Além disso, o material da cafeteira pode até mesmo interferir na durabilidade da máquina e influenciar no sabor do café. Portanto, confira abaixo os principais tipos:

Cafeteira de coador ou filtro elétrica

Bastante prático, esse tipo não concentra muita cafeína. Além disso, alguns modelos possuem timer para preparar o café no horário que você desejar. Uma boa dica é molhar o filtro de papel com água quente antes de passar o café, e caso o filtro seja de pano, é importante que ele fique sempre seco. 

Cafeteira italiana e prensa francesa

A primeira funciona como uma panela de pressão e para seu preparo é importante verificar se a moagem do grão é a média e o pó não pode ser compactado. Já a prensa utiliza a moagem grossa e, assim como a italiana, geralmente possui maior teor de cafeína, tornando o café mais amargo. Por extrair melhor os óleos, a bebida fica mais rica. 

Cafeteira aeropress

Aqui, a pressão do ar empurra o café contra o filtro, preparando um café bastante parecido com o expresso, mas sem a necessidade de utilizar energia elétrica. Entretanto, se houver qualquer tipo de vazamento nesse aparelho, haverá a perda de pressão, afetando, portanto, seu sabor. Contudo, é a que extrai de forma correta o máximo do café. 

Cafeteira de expresso manual

Essa máquina exige a moagem do café e compactação da borra, para depois realizar o encaixe na máquina e ativar a água. Com a quantidade fixa de 30 ml, o sabor do café é bastante forte. 

Cafeteira de expresso semi-automática

A principal diferença entre esse modelo e o anterior é que ele já é programado para uma quantidade específica de café, geralmente sendo para uma ou duas xícaras. 

Cafeteira expresso superautomática

Esse modelo faz todo o trabalho, possuindo um sistema totalmente unificado. Ele é mais indicado para os verdadeiros amantes do café, visto que a moagem é feita na hora e de forma automática. Com isso, o aroma e sabor ficam muito próximos do natural. 

Cafeteira de cápsulas ou sachês

Por fim, a grande vantagem desse tipo de cafeteira é que ela não se limita apenas ao café, podendo preparar muitas outras bebidas que a marca da cafeteira vender. Ainda que seja difícil preservar todas as notas da bebida, pelo fato de o pó não ser fresco, é uma boa maneira de se introduzir ao universo do café. 

Então, com as dicas do post de hoje temos certeza que você terá muito mais facilidade para escolher a cafeteira ideal para seu cantinho de café. Mas, lembre-se de pensar exatamente em seus gostos e preferências, pois de nada adianta ter uma máquina bonita se ela não produz o tipo de café que você gosta, certo?

Confira: Adega em casa: quais as melhores opções de móveis e equipamentos?

Comments are closed.