Como montar uma cozinha funcional_

Como montar uma cozinha funcional?

Ter uma cozinha funcional vem se tornando tendência entre os brasileiros. Os tamanhos avantajados e a quantidade enorme de itens, foram substituídos pela praticidade.

Os móveis planejados e a possibilidade de ter uma casa inteligente, também estão se tornando opções bastante procuradas. Este cenário pode ter relação com a chegada dos millennials na vida adulta, trazendo outras prioridades.

Aprenda agora quais são os passos necessários para que uma cozinha funcional seja montada. Descubra também quais são os móveis mais procurados para que este ambiente fique prático e ao mesmo tempo aconchegante.

O que é uma cozinha funcional?

Para entender melhor o que vem a ser uma cozinha funcional, nada melhor do que entender, de forma geral, o que é um ambiente considerado funcional. Este termo está ligado a funcionalidade, ou seja, a praticidade com que as coisas acontecem.

Quando falamos que o corpo possui algumas funcionalidades, estamos dizendo que ele apresenta alguns aspectos que facilitam que algumas ações aconteçam. Em se tratando dos móveis de um ambiente, a relação é a mesma.

Para que uma cozinha seja considerada funcional, os elementos que fazem parte da sua composição devem servir como facilitadores dos processos que serão executados no ambiente.

Os mecanismos de automação podem ser um bom exemplo de funcionalidade residencial. Os móveis planejados também podem entrar como modelo, pois a sua versatilidade pode fazer com que os ambientes se tornem funcionais.

Principais dicas para que uma cozinha funcional seja montada

De acordo com a Daze Movelaria, uma empresa de móveis planejados em Santos, o primeiro passo para transformar a sua cozinha em um ambiente funcional, será o planejamento.

O ideal é estudar o local e verificar quais seriam as possíveis modificações que poderiam facilitar os diversos processos. É claro que este tipo de estudo não é feito em um dia, pois algumas dificuldades a serem sanadas, só irão aparecer no dia a dia.

Para facilitar ainda mais esse levantamento, veja uma lista com as principais funções que podem ser otimizadas. Lembrando que cada cozinha irá apresentar disposições diferentes, então leia as características e veja as que se encaixam em sua casa:

  • Reserve uma área para a circulação das pessoas

É fato que a arquitetura da atualidade está fazendo com que os ambientes fiquem cada vez menores. A cozinha também está fazendo parte desse processo, porém, em alguns casos, alguns cuidados devem ser tomados.

Criar um ambiente onde não seja possível realizar uma livre circulação, vai contra a todos os princípios da funcionalidade. Não importa se o cômodo seja pequeno, realizando um bom planejamento, é possível criar os espaços necessários.

O ideal é a contratação de um arquiteto para que ele avalie, tecnicamente, a cozinha. Ele terá uma visão mais ampla das possíveis ações que podem ser realizadas e você terá mais segurança em relação a sua comodidade.

  • Escolha bem os armários que irão compor a cozinha

Tanto a posição dos armários quanto os locais onde ele estiver posicionado, devem ser estudados. Você deve fazer uma pequena avaliação sobre os tipos de utensílios e eletrodomésticos que você possui.

Tendo essa noção, será possível identificar o tamanho dos armários, as divisões e também onde as repartições serão feitas. De nada adianta alocar os pratos, item bastante utilizado, em um local alto e de difícil manuseio.

Quando se tem uma cozinha pequena, a verticalização será uma opção. Ela irá fazer com que o ambiente fique maior e ainda pode trazer conforto ao ambiente. Sim, a cozinha também tem a necessidade de ser um local confortável.

  • Móveis preparados para a organização do ambiente

Este ponto irá servir de complemento para o anterior. Os móveis preparados para a organização do ambiente podem ser considerados os elementos que mais trazem funcionalidade.

Ter a possibilidade de separar todos os seus utensílios e não perder tempo procurando na hora de cozinhar, é a exemplificação clara de uma cozinha funcional. Faça também este planejamento.

Aproveite o estudo, citado na segunda dica, e se possível, compre móveis que possam fazer a separação dos utensílios e objetos em geral. Uma facilidade nesses casos é a utilização dos móveis planejados.

Eles irão compor a cozinha da maneira correta, completando cada canto e deixando os espaços importantes. Se existir alguma resistência em relação a este tipo de material, saiba que já é possível comprar móveis planejados por um preço mais em conta. Faça uma pesquisa de marcado.

  • Aproveite da tecnologia

A tecnologia também será uma ótima aliada na busca pela funcionalidade. A automação residencial também chegou na cozinha, então esse tipo de investimento também deve entrar na lista.

O avanço da tecnologia faz com que os eletrodomésticos simples, possam assumir funções inteligentes, aumentando ainda mais o controle tanto da energia gasta quanto do preparo dos alimentos.

Em um futuro não muito distante, espera-se que as inovações façam com que a cozinha seja isenta de fios que ligam os aparelhos. Hoje já é possível fazer isso com alguns eletrodomésticos, então quanto mais fios você conseguir eliminar, melhor será para a funcionalidade.

Quais são os principais benefícios?

Os principais benefícios que envolvem uma cozinha funcional estão ligados, diretamente, ao conforto do usuário. Ele poderá realizar todas as atividades com um menor esforço, cansando menos o corpo e também a mente.

O segundo ponto irá facilitar a rotina de quem vive na correria e não tem tempo para quase nada. A praticidade fará com que uma economia de tempo seja feita, diminuindo o tempo gasto com a preparação da refeição ou limpeza do ambiente.

O terceiro benefício também está ligado à redução de gastos. Criando um ambiente funcional e utilizando a tecnologia, é possível que o consumo de energia seja controlado.

Os pontos positivos não param por aí. Ter uma cozinha funcional vai muito além da estética. A possibilidade de transformar o ambiente em um local otimizado, será uma ótima demonstração de amor próprio, mostrando que o seu corpo e a sua mente são uma prioridade.

Lembre-se que quando surgir a necessidade, mas a dúvida sobre o que fazer adentrar a cabeça, chame um profissional. Ele irá realizar uma orientação adequada. A sua cozinha e você merecem uma vida mais leve.

%d blogueiros gostam disto: