dicas-para-quem-vai-fazer-as-provas-do-enem-2020

Dicas para quem vai fazer as provas do Enem 2020

Em decorrência das inúmeras expectativas frustradas por conta da crise sanitária que assola o país, foi inevitável que o universo da educação sofresse com os acontecimentos causados pelo novo coronavírus e prejudicasse o âmbito da educação.

Desde a primeira edição do Enem, foi o primeiro ano que a prova não foi aplicada dentro do prazo estabelecido pelo Inep. A realização do exame referente ao ano de 2020 será efetuada em 17 e 24 de janeiro, na modalidade impressa e nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro, na modalidade digital.

Essa alteração no calendário de realização das provas traz não apenas a pressão causada por um ano atípico, mas, uma carga de incertezas e estresse muito maior para o estudante, que precisará assimilar todos os acontecimentos do ano, somado a realização da prova, já que, nem pela pressão exercida, o Governo aceitou promover o adiamento dos exames.

Rotina de estudos alinhada ao dia a dia

A assertividade no que tange a rotina para se preparar adequadamente para as provas do Enem precisa se construir adaptável ao cotidiano das aulas que os alunos já frequentam em escola regular de ensino médio.

Para os alunos que possuem maior facilidade em matérias como mais desafiadoras como Matemática e Ciências da Natureza, é possível reduzir o tempo de estudo que deveria ser empenhado para essas áreas do conhecimento, a fim de que se possa dedicar um tempo maior de estudos para as matérias de Língua Português, Ciências Humanas e redação. 

O recomendado para aperfeiçoamento dos estudantes é que eles façam ao menos uma redação teste por semana, mas, também não exagerar, uma vez que, fazendo mais de 3 por redações na mesma semana pode acabar fazendo com que o aluno foque demais na quantidade e perca quesitos importantes da estrutura, como a qualidade.

É preciso ter outros momentos ainda pra estudar sobre o tema da redação, fazer as correções necessárias no texto e praticar a gramática, isto é, se atentar aos outros aspectos relacionados que poderão promover a melhoria no que tange a qualidade da redação.

Estudos comprovam que, quando utilizado esses métodos, muitos jovens tiveram um melhor aproveitamento e resultado do Enem de 2019, onde conseguiram o aumento da média geral que corresponde a aproximadamente 790, e nota de 960 pontos na redação, o que lhes conferem o direito a uma vaga em cursos concorridos, como a medicina e engenharia.

Alguns calouros salientam ainda, a respeito da importância em aproveitar o tempo de descanso, que, pode ser até dois dias na semana. Quando os alunos conseguem desligar a mente e focar nos momentos de lazer, o aproveitamento e rendimento dos estudos fica mais elevado, o raciocínio mais rápido e a tomada de decisões mais racional.

Matérias para focar de acordo com a conhecida “Teoria de Resposta ao Item”

Com base na experiência que muitos alunos puderam adquirir ao longo dos anos realizando as provas, alguns candidatos do Enem, salientam que um dos pontos mais importantes na hora do estudo para o exame é não acumular a matéria. Para que se possa deixar tudo em dia, o aluno deve empregar toda sua dedicação para não deixar tarefas e atividades pendentes a fim de que não vire uma bola de neve, que se torna muito difícil de lidar no futuro.

Uma dica importante é promover a separação das atividades por matérias, lembrando que a Matemática e a redação são mais relevantes. O número de exercícios e perguntas é igual, no entanto, em decorrência da Teoria de Resposta ao Item (TRI), que corresponde o sistema de pontuação do Enem, provas específicas acabam valendo mais.

Neste caso, a Matemática é a que vale mais, então, se há o aumento da pontuação no exame de matemática, o aluno tem a possibilidade de aumenta bastante a sua nota.

%d blogueiros gostam disto: