Negócios

Governo aposta no Novo Bolsa Família

governo-aposta-novo-bolsa-familia

As pesquisas de opinião que vem sendo realizadas pelos institutos nas últimas semanas tem feito com que o Governo Federal comece a se movimentar com mais força no sentido de manter o eleitorado até 2022, que é, portanto, o ano da próxima campanha presidencial.

Nesse sentido, não é à toa que um ato político em defesa do presidente foi marcado no domingo do dia 23 de maio de 2021, contando com a presença do presidente e também do seu ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. As manifestações não deixaram de ser uma estratégia do presidente para panfletar a parte do apoio popular que ainda possui.

Porém, apesar de ter conseguido levar uma expressiva parte da população às ruas, o Governo segue criando estratégias que possam garantir o efeito contrário ao das pesquisas de opinião. Ou seja, mostrando para a população que a sua popularidade ainda é significativa. Nas próximas pesquisas, vai ser possível saber se as manifestações ocorridas provocaram alguma influência na opinião popular.

Porém, independente das estatísticas, a equipe do presidente Jair Bolsonaro (atualmente sem partido político) reconhece a importância de investir em medidas que possam garantir a manutenção do eleitorado. E ao que tudo indica, a principal aposta do Governo vai ser, de fato, o lançamento do novo Programa Bolsa Família.

Diante do fim dos pagamentos das parcelas do Auxílio Emergencial 2021, o que vai acontecer já no próximo mês, o Governo não parece muito interessado em trabalhar com a possibilidade de continuar amparando a estes beneficiários. O caminho, ao que tudo indica, vai ser focar nos beneficiários do Bolsa Família, tanto aqueles que já estão cadastrados no sistema quanto aqueles que ainda podem vir a fazer parte do programa social.

Novo Bolsa Família é a aposta do Governo Federal para 2022

Assim como já aconteceu em governos anteriores, o Programa Bolsa Família parece ser o principal panfleto de uma campanha presidencial. Noutros tempos, o Bolsa Família já foi, inclusive, o carro chefe das campanhas do Partido dos Trabalhadores (PT). E de forma surpreendente, o mesmo pode acontecer com o governo Bolsonaro.

A ideia é exatamente essa. Garantir uma nova identidade para o Bolsa Família. Uma identidade que seja então capaz de atrair o apoio dos beneficiários do programa para o presidente, tal como já aconteceu com os candidatos que foram eleitos nas campanhas anteriores. E é por isso que não é exagero definir o novo Bolsa Família como uma das principais apostas do Governo Federal para 2022.

Ao mesmo tempo, não deixa de ser notável que, depois de tantas críticas direcionadas para o Bolsa Família ao longo da sua extensa carreira política, o presidente Bolsonaro tenha encontrado justamente neste programa as suas chances de reeleição.

Crítico ferrenho dos programas sociais que foram criados nos governos anteriores, o presidente Bolsonaro nunca fez questão de esconder a sua insatisfação para com o Bolsa Família, por exemplo.

Em uma disputa pela presidência da Câmara dos Deputados no mês de fevereiro de 2011, o presidente Bolsonaro chegou a mencionar que programas como o Bolsa Família levariam o país para uma espécie de “ditadura do proletariado”. E foi exatamente nesta época que o presidente começou a propor o fim do programa ou, ao menos, uma reformulação do mesmo.

Portanto, como se pode ver anteriormente, o desejo de Bolsonaro em mudar o Bolsa Família não é recente e tem um histórico que surgiu desde a década passada, ou até antes. Por isso, não é surpresa alguma ver o seu movimento de provocar mudanças dentro do programa social. A surpresa vem quando se identifica que esta é uma das suas principais estratégias para o ano que vem. Ou seja, justamente o programa que o presidente tanto criticou em outras oportunidades pode ser o que vai levá-lo a reconquistar o apoio popular perdido anteriormente.

Quando o Governo vai lançar o novo Bolsa Família?

Embora seja um projeto que vem sendo montado desde o início do mandato, o novo Bolsa Família ainda não tem data certa para ser lançado. E isso acontece por que a criação do Auxílio Emergencial no ano de 2020 fez o Governo direcionar os seus esforços e movimentos para este programa, bem como ajustar o cronograma. Mas esse não é o único motivo.

As dificuldades orçamentárias também atrasaram o lançamento do novo programa Bolsa Família. Ou seja, encontrar espaços no orçamento público da União não tem sido uma tarefa fácil. Mas é essa a missão que a equipe econômica do ministro Paulo Guedes (Economia) possui para o segundo semestre do ano.

Posts Relacionados
Negócios

Abrir uma imobiliária ou atuar como corretor de imóveis autônomo?

Você já pensou em como montar uma imobiliária em momentos complicados? No Brasil, tem um movimento pós-crise que influencia o investimento em empresas. Deste modo, diversos profissionais tornam-se autônomos como opção para driblar gastos. Quando…
Leia mais
ComprasModaNegócios

Comprar roupas infantil no atacado para revender: Dá dinheiro?

Você sabia que a revenda de roupas infantis é uma boa oportunidade para quem quer ganhar dinheiro e ter o próprio negócio sem patrão? Pois é! Há muitas pessoas que querem entrar neste ramo e…
Leia mais
NegóciosTecnologia

Dicas essenciais de marketing de comércio eletrônico que todo proprietário de empresa on-line deve usar

De acordo com pesquisas, as vendas de e-commerce devem ultrapassar 27 trilhões de reais em 2022. Se você é um comerciante online que espera obter apenas um pouquinho daqueles 27 trilhões, acertar sua estratégia de…
Leia mais