Importancia-Segurança-Trabalho-Empresas

A Importância da Segurança no Trabalho nas Empresas

Oferecer segurança aos trabalhadores é mais do que uma obrigação das empresas hoje em dia, é a garantia de ter funcionários motivados, evitar afastamentos indesejados e garantir a produtividade eficiente da empresa.

Infelizmente, muitos empresários acreditam que a segurança do trabalho é apenas um custo extra. Mas negligenciar essa lei pode trazer sérios prejuízos para a empresa, além de colocar em risco a vida dos que ali trabalham.

Segundo a OIT (Organização Mundial do Trabalho), cerca de 5 mil pessoas morrem por dia, no mundo inteiro, em decorrência a acidentes no ambiente de trabalho. E esse fato alarmante é o que tem contribuído para a conscientização da prevenção.

Por isso, é muito importante que esse trabalho seja visto como um investimento no material humano. Um funcionário que é assistido por uma equipe de segurança do trabalho tende a se sentir mais valorizado, a ter menos problemas de saúde e, consequentemente, gerar mais lucro por meio de produtividade para a empresa que atua.

Uma das ferramentas utilizadas para evitar acidentes, por exemplo, é a organização de turnos entre os trabalhadores.

Essa medida irá garantir um excelente retorno à organização ao ajudar a prevenir doenças causadas por esforço repetitivo (L.E.R. e D.O.R.T.), distração ou a redução da produtividade por exaustão.

Outro fator a ser levado em consideração é que o empresário que investe em segurança do trabalho evitará muita dor de cabeça e muitos gastos.

Isso porque, caso um funcionário sofra algum acidente ficará a cargo da empresa arcar com o transporte do acidentado, afastamento remunerado, indenizações, auxilio doença, além de muito provavelmente necessitar de funcionários temporários e da troca do equipamento.

Quem são os responsáveis por garantir a segurança do Trabalhador?

Toda a empresa, de qualquer ramo ou setor, deve contar com uma equipe de segurança do trabalho, que é composta por Engenheiro de Segurança do Trabalho, Técnico em Segurança do Trabalho, Médico do Trabalho e Enfermeiro do Trabalho.

Esses profissionais devem formar a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidente de Trabalho), que visa a prevenção de doenças causadas pelo trabalho e preserva a integridade física do trabalhador.

O Brasil segue as convenções Internacional da OIT – Organização Internacional do Trabalho e tem normas e leis regulamentadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABT), mas cada segmento empresarial possui suas próprias regras.

Entre as regras obrigatórias para a promoção da segurança do trabalho está a realização da SIPAT – Semana Interna de Prevenção ao Acidente de Trabalho – que deve ser organizada anualmente pela CIPA.

Por que realizar a SIPAT?

Muito além da obrigação, as empresas devem ter em mente que a realização da Semana Interna de Prevenção ao Acidente de Trabalho é uma forma de ressaltar os programas de segurança que a empresa já realiza internamente, mas com mais dinâmica e interação com os funcionários.

Durante essa semana, os funcionários serão convidados a participar de palestras e atividades interativas que promovam a reflexão sobre a prevenção de doenças, além de levar novas informações e instruções.

Esse evento também é muito importante e pode trazer bons frutos para a empresa por manter o funcionário mais motivado.

Quando o trabalhador percebe que a empresa se preocupa com a sua qualidade de vida e com o seu bem-estar, ele irá se dedicar mais às suas atividades diárias, refletindo diretamente na qualidade e produtividade do trabalho.