principais-cuidados-para-passear-com-pet

Está calor ? Veja quais são os principais cuidados para passear com seu pet

O verão está começando, e as temperaturas já começaram a aumentar em várias cidades do país. Nessa época, além de redobrar a atenção com hidratação e temperatura dos ambientes da casa, é importante adotar alguns cuidados com passeios ao ar livre.

Ao contrário do que muita gente pensa, os animais não estão naturalmente protegidos das variações de temperatura. Eles também ficam desconfortáveis quando está muito quente, correndo o risco de queimarem as patas, ficarem desidratados ou terem hipertermia, que pode comprometer o funcionamento de alguns órgãos.

Você sabia, por exemplo, que os cachorros não têm glândulas sudoríparas? Eles transpiram pela saliva e pelas patas, portanto, a temperatura do corpo deles demora mais para diminuir. Por isso, pode ser bastante desagradável para eles saírem de casa num dia quente de verão.

Isso não quer dizer que você deva passear com o seu animal durante essa estação. Essa atividade é muito importante em qualquer época do ano, especialmente, para os cães, ajudando a prevenir problemas como estresse, ansiedade e obesidade.

No entanto, a intenção é que esse seja um momento prazeroso para o animal, em vez de motivo de sofrimento e preocupação posterior. Para garantir que seja assim, os cuidados a seguir vão ajudar.

Evite as horas mais quentes

Assim como acontece com a gente, é bom evitar sair nos horários em que a temperatura está mais quente. Por isso, a recomendação é, sempre que possível, preferir o início da manhã, o fim da tarde ou à noite, quando o clima costuma estar mais ameno.

Teste a temperatura do solo

Usamos sapatos, por isso, podemos não sentir o quanto o chão está quente. Entretanto, devemos lembrar que os animais andam descalços. Assim, eles podem queimar as almofadinhas das patas, o que pode causar dor e desconforto, gerando até infecções graves.

Um jeito de certificar que isso não vai acontecer é colocar os pés descalços na calçada ou no asfalto para ver se a temperatura está agradável para você. Se a resposta for negativa, deixe para passear com o seu cachorro em outro momento.

Reforce a hidratação

É bom que o animal sempre tenha água fresca à disposição, mas quando está quente, isso é ainda mais importante. O ideal é que o animal se hidrate antes e depois da saída, especialmente, se estiver muito calor. Também vale levar água para oferecer ao pet durante o passeio.

Use o protetor solar

Existem várias opções de protetor solar para os animais, podendo ser uma boa ideia para reforçar a proteção nas áreas mais expostas, como orelhas, focinho e abdômen. O ideal é consultar um veterinário, que pode indicar qual é o produto mais adequado para a raça do seu pet.

Fique atento aos sinais

Esta é uma dica fundamental para perceber se o animal está com algum problema ou desconforto, em qualquer situação. No caso do calor, é importante observar se o bichinho não está muito ofegante, já que o sistema respiratório é um dos mais afetados pelo excesso de calor.

Além disso, se o animal se recusa a sair ou está muito tristinho, isso pode significar que a temperatura está causando desconfortos a ele. Refrescá-lo com um pouco de água e levá-lo para descansar em uma sombra ou até em ambientes climatizados pode ser uma boa ideia.

Tome cuidado com a tosa

O excesso de pelos pode aumentar a temperatura do corpo do animal e fazer com que ele sinta mais calor, mas também protege a pele contra queimaduras. Por isso, é importante buscar o equilíbrio: nem pelo de mais, nem de menos.

É importante lembrar que a tosa ideal depende da raça do cachorro. Um veterinário é o profissional mais indicado para dar a melhor orientação sobre o seu pet.

%d blogueiros gostam disto: